sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

"SIMPLICIDADE"




A primeira qualificação para realmente avançar no caminho de se tornar um espiritualista é a simplicidade. Um aspecto da simplicidade é a vontade de apenas aceitar o que Deus provê e não ansiar por mais nada. Este tipo de simplicidade era a glória da antiga Índia.

Em um lugar chamado Navdvipa governava um rei chamado Raj Krishna Chandra. Ele tinha muita riqueza, e era muito caridoso com os brâmanes, a classe intelectual do sistema social védico. Havia um brâmane que vivia em extrema pobreza para os padrões materiais. Raj Krishna Chandra foi até ele e disse: "Eu quero ajudar você. Como posso ajudar?" O brâmane meditou sobre isso e disse, muito honestamente: "Na verdade, eu não preciso de nenhuma ajuda. Tenho alguns alunos que de vez em quando me fornecem um pouco de arroz e minha esposa cozinha esse arroz em uma panela pequena que temos." Apontando para uma árvore na rua, ele continuou: "Você vê esta árvore de tamarindo? Eu coleto algumas folhas dela e as coloco em meu arroz para aromatizá-lo. Eu não preciso de mais nada, eu não quero mais nada."

Quando as pessoas encontram satisfação interior, elas realmente não precisam complicar suas vidas com tantas necessidades desnecessárias deste mundo material. No entanto, ao mesmo tempo, um bhakti yogui está disposto a aceitar qualquer coisa pelo serviço ao Senhor. Srila Prabhupada disse quem é um verdadeiro bhakti yogui. Se essa pessoa está vivendo em um palácio, e para melhor servir a Deus for necessário viver sob uma árvore, não há hesitação de sua parte em fazer esse ajuste. E se a pessoa está vivendo sob uma árvore, e para melhor servir a Deus se fizer necessário viver em um palácio, não há hesitação de sua parte em fazer esse ajuste.

Outro aspecto da simplicidade é simples e inocentemente aceitar o que vem de Deus e das escrituras. Nós não podemos compreender Deus a não ser que tenhamos fé inocente. Grande erudição não dá acesso a Deus. Conhecimento é útil no ensino e para discriminar o bem e o mal, mas, no final, a menos que este conhecimento seja baseado nos princípios essenciais da fé e devoção, não terá nenhuma influência em nosso avanço espiritual. Devemos ter fé: "Deus me ama e Ele vai me proteger." Esta é a essência da espiritualidade. Não importa quantas escrituras memorizemos, não importa quantas austeridades façamos, não importa quantos mantras estejamos recitando, temos que nos tornar simples e fiéis para percebermos Deus. Qual é o significado do Bhagavad Gita? A Arjuna foi dito 700 versos do Bhagavad-Gita. Mas qual foi a conclusão? Ele tornou-se como uma criança: "Krishna, Eu aceito tudo que você disser. Vou fazer o que Você quiser." A culminação de todas as filosofias era que Arjuna se tornasse simples, inocente como uma criança. Esse é o objetivo da vida. Não há dúvidas sobre qualificação material ou desqualificação. Se formos sinceros, Krishna nos dá essa fé e nossa vida se torna descomplicada. Fé inocente e simples é a Graça de Deus e a essência de todas as escrituras.

Escrito por S.S Radhanath Swami.
Traduzido por: Candravali d.d. (PS).